sexta-feira, 29 de junho de 2012

UMA VOLTA AO PASSADO

9857198_golZN

As 02:38 da noite de 28 de Junho de 2012 eu assistir o filme '”Judas Kiss”.
A historia do filme, conta de um cineasta fracassado que foi para sua antiga faculdade, participar de um Festival de Cinema, lá ele encontra o antigo eu dele de quinze anos atrás e viu a oportunidade de mudar o passado.
Agora eu paro para refletir um pouco, como eu era, a quinze anos atrás. Bem essa resposta era fácil, se eu tenho vinte e seis anos, então eu deveria estar com onze anos.  Estava na quinta serie e a unica coisa que gostava de fazer era assitir Cavaleiros do Zodiacos e Power Rangers. Bem, não havia nada que mudar neste epoca.
Então resolvi pensar como eu estava a dez anos atrás. Eu estava com dezesseis anos,  estudando numa escola publica que ficava do outro lado da cidade, na mesma sala da minha irmã, que estava gravida, então na minha casa tinha uma tensão enorme.
Tinha me escrito para fazer a prova na aeronautica, mas não estava ligando, escola ficou dois mês de greve, então eu ia para aula atoa. Fui responsavel por uma confussão e bate-boca na sala e no final fiquei na mesma turma da confusão na feira de ciência..
Eu não saia muito, alias nem saia, pois a maioria dos meus amigos era da escola, e eles moravam longe. Não tinha nem se quer beijando na boca e ficava no quarto de luz apagada ouvindo “Vento no litoral”, respirando morfo, ja que o meu quarto era num canto da casa onde pouco batia luz do sol e em época de chuva ele ficava com esse cheiro, contribuindo com uma pingueira bem no meio do quarto. Ficava escrevendo em cadernos antigos planos para o futuro.
Esses planos era sair da minha cidade, morar com um cara moreno, de pele branca e olhos verdes, e viver a vida escrevendo sobre coisas.

Dez anos depois, estou aqui, no mesmo quarto, cheirando morfo com a mesma cara de meninos de dezesseis anos, agora ouvindo o silêncio da noite, sendo um professor fracassado, um ex-blogueiro tentando voltar ao mundo dos blogs, com o medo de escrever coisas, pois sabe que poucos vão ligar para os seu textos e sim pelos seus erros de português, sozinho, sem conseguir namorar com alguém por pelo menos mais de um mês e meio e sem forças para mudar isso.
Sim, me sinto preso nesta realidade, me sinto sufocado, mergulhando num lago congelado onde eu posso ver lá de longe as pessoas passando por cima do gelo. Não sei, eu deveria esta procurando o mestrado, ou tentando outra coisa mas me falta, coragem, vontade, paciência para fazer isso.
Então fiquei preso neste lago que eu mesmo congelei, e as vezes choro a noite querendo sair.
Bem, é so isso…
Fui…

7 comentários:

  1. Mas sempre é tempo para arejar, reviver, retomar a vida plenamente ... acorda menino!

    ResponderExcluir
  2. Ei rapaz... levanta essa cabeça... vamos tocar a vida pra frente. Escreva no blog, em primeiro lugar "pra você" e não se preocupando com o quem vai ler. O blog é sua catarse.."seu momento", "seu diário".
    Vc é jovem... siga em frente.
    abraços

    ResponderExcluir
  3. professores só são fracassados se desatualizados.
    coragem e vamos que te pago uma cervejinha e batemos um papo
    ;)

    ResponderExcluir
  4. Poxa, mal cheguei em seu blog e me deparo com um post triste como este!? Fica assim não cara, esta auto análise acontece com todos e como disse a estimada Margot, levanta a cabeça vai em frente!

    A vida nos prepara coisas que às vezes não entendemos o real motivo, porém, lá na frente nos damos conta, sem perceber, que a crise que tivemos foi justamente para entendermos que podemos mais e que não sabemos a verdadeira força que temos.

    Ser professor é a melhor profissão do mundo, mesmo sendo uma das mais mal remuneradas. Você lida com conhecimento, compartilha deste e instrui pessoas. Você é especial apenas por levar às pessoas instrução. Pensa nisto!

    Abração e sucesso!

    ResponderExcluir
  5. Ah, nem falei do filme hehehe, quero vê-lo demais!

    ResponderExcluir
  6. obrigado pelas visitas ao blog, volte sempre!
    este filme está no festival rio gay de cinema. vou tentar ver.
    abraços!

    ResponderExcluir
  7. Se vc já tem consciëncia de que foi vc quem construiu, vc tbém sabe que só vc pode desconstruir isto aí, mudar tudo e construir tudo diferente. Fácil nao é, mas se vc quiser e tiver determinaçao, vai conseguir.

    ResponderExcluir

Comenta alguma coisa ai...